A primeira impressão de Bangkok

26/02/2015

Quando te falam sobre Bangkok, o que você pensa? A cidade do caos, do sexo pago, da diversão, das milhares de barracas, do filme Se Beber Não Case? Pode imaginar isso tudo, mesmo. A sua primeira impressão pode ser traumática, mas eu juro que é só por alguns minutos.

Assim que desembarcamos em Bangkok, decidimos pegar o metrô até o nosso hotel. Por uma desatenção nossa, descemos na estação errada e tivemos que andar alguns minutos a mais pra chegar. E é aí que começa, realmente, a primeira impressão de Bangkok.

trânsito bangkok
Você entende alguma coisa no trânsito de Bangkok? Carros e motos em todos os sentidos

Saímos na, enorme, avenida Siam e logo fomos recebidos por uma avalanche de barracas ambulantes pelas calçadas. E ali é um mercado, rola de tudo! Camisetas, quadros, souvenires, cacarecos e…. COMIDA! Tudo bem vender comida, mas aquele cheiro de fritura misturada com assados me fez pensar: “Aonde eu vim parar?”.

Além do cheiro quase insuportável para turistas desavisados, o Sol em Bangkok é de rachar. Os termômetros marcavam pelo menos 35 graus e nós, com malas e mochilas, tendo que desviar das milhares de pessoas em um corredor estreito formado por barracas em ambos os lados da calçada. Foi difícil e cansativo, mas não podíamos desanimar.

Khao San Road
Khao San Road é uma rua bem movimentada, cheia de turistas e com muita peculiaridade

Ainda teve o trânsito infernal! Se você conhece São Paulo, pode ter uma ideia de como funcionam as coisas na Tailândia, mas de um jeito muito mais desorganizado. E as motos andam por qualquer lugar, até nas calçadas. O difícil é atravessar e é preciso ter muita atenção, olhar para todos os lados, diagonais possíveis porque parece uma coisa “sem lei”.

Após um breve descanso no hotel estávamos prontos para tudo e a primeira impressão foi logo deixada de lado. Fomos logo para o lugar mais agitado tomar uma cerveja e conhecer a cultura tailandesa. Decidimos ir para a Khao San Road, ótimo lugar para quem procura um barzinho e umas baratinhas e escorpiões para comer.

Depois do primeiro passeio começamos a ver que teríamos 15 dias incríveis pela Tailândia, lugares bonitos, praias lindas e pessoas muito simpáticas.

Mateus Carvalho²

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *