Gili Trawangan – Entrando com o pé direito na Indonésia

30/09/2015
Gilli Trawagan
Gili Trawagan
Por Mateus Carvalho²

A Indonésia vai muito além das praias iradas para o surf. Quatro dias da nossa viagem por lá reservamos para conhecer Gili Island, de belezas naturais lindas e com um mar calmo como uma piscina. Ficamos em Gili Trawangan na maior parte do tempo.

Sempre que tenho a oportunidade de ir a uma ilha não perco a chance,  não seria na Indonésia que eu deixaria de ir, né? Uma das melhores coisas da vida é sair do caos, ir pra um lugar onde não tem barulho de carro e trânsito, curtir a paisagem e desbravar tudo que a ilha tem com uma bicicletinha.

Gili Island é dividida em três: Gili Trawangan, Gili Air e Gili Meno, cada uma com sua característica. Escolhemos ficar na primeira, que é mais movimentada e com mais opções de bares e restaurantes. Um dia deixamos para conhecer a Air.

gilli -trawangan
Todo dia era uma obrigação: tomar café da manhã com essa vista
mar giili
Olha a cor desse mar…

Todo dia era acordar, tomar café da manhã no hotel com pé na areia e já ficar por ali mesmo pra curtir a praia. Em Trawangan a areia é fofa e o mar com muito coral. É difícil andar, mas dá pra achar uns caminhos mais lisos e ficar ali curtindo uma enorme piscina natural. E ali é um ótimo lugar pra snorkeling.

Mas Gili tem outras coisas pra fazer. Por que não gastar uma horinha do dia pra fazer uma massagem tradicional balinesa? E pra quem gosta, vai curtir ainda mais o preço: 125 mil rupias (U$ 8,50). Tem vários tipos de massagem, só chegar e escolher. Eu não curto muito porque parece que eu saio pior do que entrei, todo dolorido.

Por lá vale muito a pena alugar uma bike e desbravar a ilha. Andamos por tudo, até onde os locais moram que fica mais afastado da praia. Eles levam uma vida muito simples, muito diferente do que vemos na parte turística. O aluguel custa 50 mil rupias (U$ 3,40), mas acho que dá pra achar mais barato.

Só pegamos a bike por um dia e no meio da tarde fomos mais pra ponta direita da ilha (olhando para o mar), curtir o famoso pôr-do-sol no Sunset Bar. Lá a praia é bem parecida, só que o mar é de alga. Dá pra ficar o dia inteiro tranquilo, almoçar, tomar uma cerveja e jogar uma altinha. No fim do dia o lugar enche de turista pra ver a caída do sol.

pôr do sol Gilli
Pôr do sol em Gili, lindo

A noite também tem várias opções, depende do gosto e da pegada de cada um. Pros solteiros rola vários bares-balada com muito gringo, pros casais os barzinhos mais tranquilos e pra quem gosta de comer bem também tem vários restaurantes que servem peixe, indonesian food, massa, lanche, até nosso querido schawarma.

Nós optamos pelo barzinho com reggae ao vivo no climinha cerveja no balcão.

Mas pelo menos uma noite tem que ir na feirinha noturna, onde os locais se reúnem num lugar e fazem dali uma praça de alimentação. Escolhemos um que era self-service, comemos frango, camarão, vegetais, noodles, um monte de coisa por só 50 mil rupias (U$ 3,50). E a comida é boa mesmo, vale a pena.

comidas em Gilli
É só escolher o que quiser e mandar ver

Gili Air

Essa ilha é bem mais tranquila que Trawangan, pelo menos foi o que a gente percebeu. Só curtimos o dia por lá, então não sei como é a noite. Mas é também um lugar com praias lindas e com mar muito calmo.

Fomos mais para o lado esquerdo da ilha e encontramos alguns bares com espreguiçadeiras e bastante espaço na areia. Ficamos ali curtindo o sol e o mar até o começo da tarde e voltamos para Trawangan.

Pra chegar lá é só comprar o bilhete do barco público por 80 mil rupias (U$ 5,45) que sai às 8h e volta às 14h. Tem também barco privativo, com preços mais altos.

gilli air
A tranquilidade de Gili Air

Como chegar em Gili Island

A ilha foi nosso primeiro destino na Indonésia. Saímos do aeroporto direto pra Padang Padang e pagamos caro pelo táxi: 350 mil (U$ 23). Lá compramos o ticket do ferry por 425 mil rupias (U$ 30) cada um ida e volta, um preço muito bom comparado a outros blogs que li e também vendo os preços nas agências.

Saímos de Gili querendo ficar mais tempo. O clima é alto astral demais, ir embora foi uma tristeza, mas tudo ficou perfeito quando chegamos um Ubud, nossa parada seguinte.

Mala ou Mochila? Lá tem muito mochileiro, mas pode colocar sua mala de rodinha em Gili que a estrutura da rua é boa. Pode ser difícil de descer do barco já que não tem pier, mas todo mundo se ajuda se não exagerar no tamanho da mala!

Pesa no bolso? Não. Em geral a Indonésia é barata. Na ilha as coisas são um pouco mais caras, mas ainda continua sendo barato. Gastamos em média U$ 20 por dia pra comer bem.

Onde ficamos? Good Heart Resort. Hotel muito bom, mas com um preço um pouquinho salgado para os padrões indonésios, mas nos demos esse luxo de ter a praia aos nossos pés. A Única coisa ruim era o wi-fi, mas isso era o de menos. Pagamos U$ 42 por noite.

gilli praia
Triste foi ter que deixar isso aí
Rua principal de Gilli Trawangan
Rua principal de Gili Trawangan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *