Jerusalém e o Natal

23/12/2015

Por Na Brancato

Já que estamos na semana do Natal, resolvemos pular um pouco a programação de matérias para publicar uma especial: nossa visita à Jerusalém. Ficamos em Israel apenas 5 dias e nos hospedamos em Tel Aviv, então passamos apenas um dia na sagrada cidade de Jerusalém.

O local não é considerado sagrado só para os católicos. Judeus e muçulmanos também lutam para ter a terra chamada de suas. Para os cristãos, o local é sagrado porque foi ali que aconteceu a crucificação de Jesus. Para os judeus, Jerusalém foi a capital do reinado de Davi e foi construído o Templo de Salomão. Já para os muçulmanos, é o terceiro local mais sagrado deles, após Meca e Medina. Isso porque acreditam que foi lá que Maomé alcançou os céus.

santo sepulcro
Santo Sepulcro, em Jerusalém – Israel

Além de toda a teologia do local, o simbolismo de cada religião é presente: a Mesquita Al-Aqsa, o Muro das Lamentações (o que sobrou do Templo de Salomão) e o Santo Sepulcro, onde Jesus foi crucificado e sepultado. E esses três pontos ficam na cidade antiga, muito próximos um do outro e o respeito entre as religiões prevalece ali. Veem-se judeus, cristãos e muçulmanos cruzando uns com os outros pelas ruas de pedras, cada qual indo para o seu local sagrado, cada um respeitando, ainda que superficialmente, mas respeitando ao próximo.

Sou muito curiosa em todas as religiões. Não conheço nenhuma a fundo, nem mesmo o catolicismo, mas me intrigo em saber o que move as pessoas à determinada “fé”. Sou cristã porque acredito que Jesus foi uma grande mente que passou por aqui, e estar ali, tão perto de onde Ele passou e supostamente está enterrado me comoveu. Pensei que o Muro das Lamentações me deixaria emocionada, mas o Santo Sepulcro tem uma energia indescritível.

muro das lamentacoes
Muro das Lamentações

E aí eu volto ao Natal. Celebração do nascimento de Jesus Cristo. Um dos seres humanos mais importantes de toda a nossa história. Um judeu, que é considerado também para os muçulmanos um dos grandes mensageiros de Deus. Entendem? Estamos todos juntos nessa. Natal é tempo de celebrar o amor de Jesus em nossos corações. É tempo de renovar os votos de dias de paz, de dias esperançosos.

Agradecemos imensamente pela oportunidade que tivemos de estar em um lugar sagrado como Jerusalém, e queremos passar adiante todos os ensinamentos que pudemos ter nesse tempo que viajamos. Recomendamos aos católicos, judeus, espíritas, ateus, etc, conhecer Jerusalém e tudo que essa terra simboliza!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *