Os russos não mordem

07/12/2015

Por Na Brancato

Depois de 5 meses viajando com um calor muitas vezes beirando os 40 graus, desembarcaríamos na Rússia pouco tempo antes de começar seu rigoroso inverno. Só de pensar no frio já me causava uma dor no peito, mas seriam apenas 3 dias, não poderíamos perder a oportunidade.

O frio de -2 graus deixou de ser um monstro no mesmo momento que começamos a ver as primeiras ruas de Moscou. Depois também de 5 meses na Ásia, a Europa simplesmente nos encantava. Avenidas largas, luzinhas de natal enfeitando as muitas árvores da cidade, prédios monumentais com uma iluminação linda, gente arrumada, restaurantes e cafés por todo lado. Sem contar que nunca foi tão fácil passar o cartão de crédito em qualquer estabelecimento (alguns países da Ásia fogem do cartão como rato foge de gato).

 

Frio, muito frio, muito muito frio
Frio, muito frio, muito muito frio

Mas tudo isso tem seu custo. Enquanto na Ásia encontrávamos quartos de hotel por 15 dólares a diária, aqui o preço dobrou. E em um hostel com banheiro compartilhado. Mas nosso hostel também foi um achado, ótima localização, novinho.

Esqueça aquela idéia da Rússia soviética. Por aqui há Mc Donalds, H&M e tudo mais do mundo capitalista. Não é todo mundo que fala inglês, verdade, mas 1 a cada 3 pessoas vai falar e vai poder te ajudar.Os russos não mordem! Todos foram solícitos quando precisamos. Policiais não vão te prender porque você pediu uma informação, isso não existe!

Ruas de Moscou
Ruas de Moscou

A comida é boa sim, mas prepare-se para pratos pequenos. Lanches estão por todo lugar e é uma boa opção para dar uma economizada.

A maioria das atrações são pagas,e somando tudo dá uma boa grana gasta em passeios. Mas se você se programar, consegue até assistir o balé de Bolshoi por uns 35 dólares. Claro que não nos programamos e não conseguimos achar o ingresso por esse preço.

Ah, sobre o frio? Sim, é muito muito frio.

Moscou
As 17h já escurece por lá
rússia
Outono em Moscou

Mala ou Mochila? Infelizmente só ficamos 4 dias no país, mas com certeza ele merece mais tempo para ser visitado. Vá de mala e fique uns 15 dias por lá. Ou se se empolgar, pegue o trem transiberiano e cruze o país em 45 dias.

Onde ficamos? Tikhy Tchas Hostel, por U$ 115 o período de 4 noites. Ele fica do lado da estação de metrô, e há 15 minutos da praça vermelha.

Pesa no bolso? A Rússia tem preço de país europeu! Mas dá pra se virar e não gastar tanto. O transporte público é barato, pra compensar o valor da hospedagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *